Notícias Corporativas

Preço do gás em SP varia 48% de acordo com aplicativo

O preço do gás de cozinha tem sofrido variações significativas ao longo do tempo, o que pode impactar diretamente no orçamento das famílias. Em todo o Brasil, de acordo com Observatório Social do Petróleo (OSP), o valor do botijão em 456 municípios, especificamente na semana entre os dias 12 e 18 de novembro, teve uma variação de R$ 114 a R$ 152. 

Um levantamento, realizado também em novembro pelo aplicativo Preço do Gás em oito distribuidoras de gás de cozinha em alguns bairros da cidade de São Paulo, revelou uma variação de preço de 48,08% entre as regiões da cidade. O maior valor registrado foi no Bairro Cambuci, a R$130,00 e o menor no Campos Elíseos, a R$87,79. 

 Entre as distribuidoras pesquisadas pela ferramenta, separadas por bairro, os valores confirmados foram:

Campos Elíseos, R$ 87,79 da marca Supergasbras;

Bom Retiro, R$87,98 da marca Supergasbras;

Parque Santo Antônio, R$ 88,00 marca Copagaz;

Bela Vista, R$ 88,00 marca Liquigás;

Parque Guarani, R$ 99,00 marca Ultragaz;

Vila Prudente, R$ R$ 88,90 marca Nacional Gás;

Jardim Tango, R$ 125,00 marca Consigaz;

Cambuci, R$ 130,00 marca Ultragaz.

 

Embora os dados ofereçam uma visão geral sobre a situação do preço do gás de cozinha em São Paulo, é importante notar que eles não incluem uma lista de revendas específicas. Para obter informações atualizadas sobre os preços do gás de cozinha por bairro é importante consultar os valores, de forma recorrente, que são listados pelo aplicativo. 

 Para Carlos Souza, da Preço do Gás, a variação nos preços do gás de cozinha em São Paulo pode ser atribuída a vários fatores. “o valor do gás GLP é composto por fatores como distribuição, remuneração, impostos, cerca de metade do valor final corresponde ao preço repassado pela Petrobras. 

Ainda de acordo com Claudio Souza, é importante notar que o preço final ao consumidor é influenciado por outros elementos além do preço de venda da Petrobras. “Aqui se incluem impostos e as margens de lucro das distribuidoras e revendedores. A variação de preços entre as distribuidoras pode, portanto, decorrer de diferenças de custos adicionais, como taxas de transporte e logística, estratégias de precificação e variações nos impostos locais”, destaca o representante da Preço do Gás. 

Para conseguir usufruir das diminuições dos preços o indicado é se manter atualizado e realizar uma pesquisa antes de efetuar a compra. Com as atualizações do mercado, já existem ferramentas onde a comparação de preços pode ser feita usando apenas o endereço de entrega do produto, método utilizado pelo aplicativo Preço do Gás

%d blogueiros gostam disto: