Notícias Corporativas

Solução premiada de proteção perimetral estará exposta no XXVII SNPTEE

Desenvolvido para perímetros complexos e ameaças reais, a solução Fence Lite® aumenta a segurança no perímetro e age de forma proativa, oferecendo proteção de forma simples e assertiva, ela conta com um sensor de campo, com garantia de 25 anos e imune a interferências eletromagnéticas e queima por raios. Este sensor óptico e a tecnologia estará disponível para testes no estande da Alfa Sense, no XXVII Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica (SNPTEE), que será realizado de 26 a 29 de novembro de 2023, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília – DF.

Dessa forma, a solução poderá ser vista e analisada por um público composto por profissionais do setor elétrico, representando diversas empresas de engenharia, consultoria, centros de pesquisa, universidades, fabricantes de equipamentos, concessionárias e demais órgãos e agentes setoriais.

Concebida por uma deep tech, dentro de toda a característica científica própria do sistema, a solução Fence Lite®, se tornou itinerante em feiras de tecnologias com a realização de um teste drive tecnológico, onde o visitante faz uma experimentação pratica da solução de alta segurança, criando um ambiente interativo, para facilitar o entendimento do alto nível de desenvolvimento tecnológico embarcado na solução premiada FENCE LITE®️.

“A solução Fence Lite® é considerada a tecnologia mais inovadora para o setor elétrico na proteção de perímetros e ativos de subestações, sendo apresentada como um informe técnico na SNPTEE de 2022 em conjunto com a área de engenharia do grupo CEMIG. Por isso consideramos que o Fence Lite® contribui para as empresas do setor de produção e transmissão de energia”, explica Hamilton Luiz, CEO da Alfa Sense.

Para ele, deve ser ressaltada ainda a característica de tripla proteção do sistema para subestações, que será demonstrado na SNPTEE onde além da proteção perimetral, elevando o nível de segurança e com a detecção antes da invasão, ainda deve-se considerar a precisão da barreira virtual, com detecção imediata de passos em área restrita (área britada) e a proteção de cabos e ativos, com detecção proativa (em tempo real) de possíveis furtos ou roubos.

%d blogueiros gostam disto: