BrasilNotícias Corporativas

Espírito Natalino garante otimismo para vendas no varejo

O Natal, historicamente, é a melhor data comercial para o varejo no Brasil. As previsões do Sindilojas de Florianópolis e Região para o data vão de encontro às estimativas da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) que projeta um crescimento de, pelo menos, 5,6% nas vendas do setor, em relação ao ano passado.

A queda do desemprego e a desaceleração inflacionária, além da valorização do real, elevam o otimismo e devem favorecer também o cenário de admissões temporárias. 

“O otimismo vem alicerçado pelo crescimento do varejo que teve alta mensal de 0,6% em setembro, fechando o terceiro trimestre do ano com uma alta de 1,3%, em relação ao trimestre anterior, o maior avanço para o período desde o terceiro trimestre de 2020 (+8,5%), quando o setor se reerguia das perdas da pandemia”, reforça Marcelo May Philippi, presidente do Sindilojas Grande Florianópolis e Região.

Diante do cenário, a CNC revisou a previsão de crescimento das vendas do varejo de +2,0% para +2,4%, em 2023. Ainda, segundo a entidade, o ramo de vestuário, calçados e acessórios, deverá registrar alta de 12,1% nas vendas natalinas, já descontada a inflação.

Se confirmadas as estimativas, seria o maior avanço desde 2013, quando as vendas cresceram 4,9%. Apenas em 2022, o Natal movimentou mais de R$ 65 bilhões no país. Segundo o presidente do Sindilojas, para o comércio, além da melhoria das condições de preços e da perspectiva de redução das taxas de juros aos consumidores, também contribui a valorização cambial, que permitiu ampliar as importações, com uma queda no câmbio de 5,4% na comparação com o mesmo trimestre de 2022.

Comerciantes preparados

“Para garantir a consolidação dessa expectativa de vendas, os comerciantes de Florianópolis e região já se prepararam com antecedência, com a contratação de funcionários temporários, treinamento ou capacitação e a elevação dos estoques dos produtos de maior saída. Os comerciantes também estão criando promoções e apostando em cartões presente, além de oferecer produtos e serviços extras no carrinho de compras como forma de aumentar o ticket de compras. Outra aposta é assegurar um serviço de entrega confiável e ágil, além de oferecer mais número de meios de pagamento”, reforça Marcelo May Philippi.

Contratação de temporários

A CNC prevê também um aumento da oferta de vagas de empregos temporários na principal data comemorativa do varejo, o Natal. A estimativa é de contratação de 108,5 mil trabalhadores temporários, a maior oferta desde o mesmo período de 2013, quando foram abertas 115,5 mil vagas.

O Sindilojas também corrobora com a CNC na projeção da taxa de efetivação dos trabalhadores temporários de 14,2% após o Natal deste ano, ligeiramente superior frente ao ano passado, quando o varejo efetivou 12,3% dos contratados. O otimismo se baseia em aspectos sazonais das admissões e desligamentos no comércio varejista, registrados mensalmente por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

%d blogueiros gostam disto: