Notícias Corporativas

A Transition Industries LLC e a IFC anunciam um acordo para desenvolver um projeto de metanol em escala mundial com zero de emissões líquidas em Sinaloa, México

A Transition Industries LLC anunciou na COP 28 que assinou um Acordo de Desenvolvimento de Projeto Conjunto (JPDA) com a Corporação Financeira Internacional (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, para desenvolver conjuntamente seu projeto Pacifico Mexinol, uma instalação de produção de metanol de 6.145 toneladas por dia perto de Topolobampo, Sinaloa, México.

Quando iniciar suas operações, a Pacifico Mexinol deve ser a maior instalação de produtos químicos de ultrabaixo carbono do mundo – produzindo cerca de 300.000 toneladas de metanol verde a partir de carbono capturado e hidrogênio verde, e 1,8 milhão de toneladas de metanol azul anualmente a partir de gás natural com captura de carbono.

Segundo os termos da JPDA, a IFC compartilhará uma parte dos custos de desenvolvimento do projeto, fornecerá conhecimentos substanciais para garantir a conformidade com os Padrões Ambientais e Sociais de Desempenho da IFC e alavancará seus conhecimentos para apoiar o financiamento do projeto. Em troca, a IFC tem o direito de investir em uma porcentagem pro rata do patrimônio líquido comum do projeto e liderar o financiamento de pelo menos 50% da dívida do projeto.

Rommel Gallo, CEO da Transition Industries, comentou: “Temos o prazer de anunciar nossa JPDA com a IFC e o orgulho de sermos parceiros nesse projeto inovador. Juntos, esperamos estabelecer um novo padrão ouro em ESG para o desenvolvimento de grandes projetos industriais e químicos que abordem as mudanças climáticas, gerenciem de forma sustentável os recursos naturais, como a água, e trabalhem em parceria com as comunidades locais para obter valor compartilhado.”

Gallo continuou: “Gostaríamos de dirigir um agradecimento muito especial ao Governo do México e suas diversas secretarias. É uma honra estar alinhado com as metas do governo mexicano para promover um desenvolvimento justo e equitativo.”

O Sr. Gallo agradeceu ao governador de Sinaloa, Ruben Rocha Moya, e ao seu secretário de Economia, Javier Gaxiola Coppel, pelo apoio contínuo e pelo forte compromisso com o sucesso do Pacifico Mexico, que deverá ser inaugurado em 2024. “Esperamos continuar a trabalhar com eles nos próximos anos para promover Sinaloa como um centro de investimentos de baixo carbono.”

Gallo agradeceu a várias agências do governo dos EUA por seu apoio contínuo e ao presidente municipal de Ahome, Gerardo Vargas, por sua liderança ativa na promoção de investimentos equitativos no norte de Sinaloa.

Alfonso García Mora, vice-presidente da IFC para a Europa, América Latina e Caribe, disse: “Na IFC, atraímos parceiros para investir conoscoàmedida que fornecemos capital a empresas em países em desenvolvimento, um processo que chamamos de “mobilização”. Ao mobilizar capital, ampliamos o impacto positivo de nosso financiamento na vida das pessoas nos países em desenvolvimento. Com esse acordo, contribuímos para o desenvolvimento de um projeto com potencial para reduzir a queima de gás natural, tratar águas residuais recicladas, diversificar a capacidade química do México, aumentar as exportações e gerar empregos. Pelo menos 40% da produção global de metanol vem do carvão. A descarbonização da produção de metanol é um imperativo para a IFC.”

O governador do estado de Sinaloa, Ruben Rocha Moya, comentou: “Estamos muito felizes em receber a Pacifico Mexinol em Sinaloa e temos o prazer de apresentar nosso grande estado como um dos principais destinos para grandes investimentos que são social e ambientalmente sustentáveis, geram empregos bem remunerados e melhoram o tecido social de nossas comunidades.”

A responsabilidade da Pacifico Mexinol com o gerenciamento sustentável de recursos e com seus vizinhos vai muito além da produção de metanol com baixíssimo teor de carbono. O projeto vem se envolvendo com as partes interessadas locais há mais de quatro anos, ouvindo os membros da comunidade local para entender suas necessidades e preocupações, o que resultou em soluções de design inovadoras: o uso de águas residuais municipais para eliminar a concorrência com as necessidades locais de água doce; nenhuma remoção de água ou descarga na baía próxima – um importante ecossistema local; e exportação de metanol por meio de um porto existente, sem necessidade de dragagem ou infraestrutura adicional.

A Pacifico Mexinol deve alcançar a Decisão Final de Investimento em 2024 e Operações Comerciais no final de 2027. O projeto deverá gerar em média 3.500 empregos durante a construção e até 450 empregos durante as operações.

Sobre a CFI

A IFC – membro do Grupo Banco Mundial – é a maior instituição global de desenvolvimento centrada no setor privado em mercados emergentes. Trabalhamos em mais de 100 países, usando nosso capital, expertise e influência para criar mercados e oportunidades em países em desenvolvimento. No ano fiscal de 2023, a IFC comprometeu um recorde de US$ 43,7 bilhões a empresas privadas e instituições financeiras em países em desenvolvimento, alavancando o poder do setor privado para acabar com a pobreza extrema e impulsionar a prosperidade compartilhada,àmedida que as economias lidam com os impactos das crises globais. Para mais informações, acesse www.ifc.org.

Sobre a Transition Industries

A Transition Industries LLC, sediada em Houston, Texas, é uma desenvolvedora de projetos de metanol e hidrogênio com emissões líquidas zero de carbono em escala mundial na América do Norte para lidar com as mudanças climáticas e promover a sustentabilidade ambiental e social. Para obter mais informações sobre a Pacifico Mexinol ou sobre a Transition Industries, envie um e-mail para inquiries@transitionind.com.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

inquiries@transitionind.com

Fonte: BUSINESS WIRE

%d blogueiros gostam disto: