Notícias Corporativas

Marcas próprias integram rotina de 40% das casas brasileiras

As marcas próprias, também conhecidas como marcas de distribuidor, que são aquelas que pertencem a um distribuidor e que são comercializadas de forma exclusiva através das lojas de uma rede ou grupo, têm ganhado cada vez mais destaque no cenário global de compras. 

Segundo a Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (ABMAPRO), o valor médio das marcas próprias aumentou globalmente em 3,5%. No Brasil, elas já fazem parte da rotina de mais de 40% das residências, representando um aumento de 5,5 pontos percentuais em relação a 2021.

A pesquisa apontou aumento de valor na América Latina, com crescimento de 27,4%. Na Europa, em países como Portugal e Espanha, mercados mais consolidados para esse tipo de produto, o aumento foi de 2,9% e 2,6%, respectivamente, em comparação com o ano anterior. A Suíça destaca-se como o país onde as vendas de marcas próprias competem significativamente com as marcas líderes, com uma participação de mercado superior a 50%.

“Diversas empresas nacionais já entenderam o poder que as marcas próprias têm em aumentar as margens de lucro, fidelizar clientes e tornar o negócio ainda mais competitivo”, afirma Roberto Carvalho, Diretor Geral da Wyda Embalagens.

Qualidade acessível

De acordo com o estudo, os motivos desse crescente interesse em marcas próprias incluem fatores como preço, qualidade, disponibilidade e recomendação. A ABMAPRO destaca que os produtos de marca própria podem ter um valor de mercado até 30% mais acessível em comparação com as marcas tradicionais.

No Brasil, os números são promissores. As marcas próprias no setor de varejo alimentar alcançaram um faturamento de R$ 15 bilhões em 2022. Em seguida, destacam-se os setores de vestuário (R$ 25 bilhões) e farmacêutico (R$ 4,5 bilhões). Outros segmentos contribuíram com R$ 3 bilhões de reais. Os dados também revelaram que os consumidores demonstram maior fidelidade às marcas próprias, adquirindo, em média, 20 produtos com esse tipo de rótulo, enquanto as marcas líderes conseguem atingir uma média de 10 itens.

“No cenário nacional o crescimento das marcas próprias em 2022 foi acima do mercado, com ganho de 17% em comparação a 14,4% do total de categorias. Isso se deve à relação entre preço e qualidade, característica do segmento, e pela transformação do cenário de consumo, que ampliou as opções de compra”, finaliza Carvalho.

Sobre a Wyda Embalagens

Com mais de três décadas de experiência no setor, a Wyda Embalagens atua no ramo de embalagens descartáveis. A empresa investe nas categorias de produtos de alumínio e não alumínio. Além de oferecer sua linha de produtos, a Wyda também opera no fornecimento de marcas próprias, contando com clientes como Qualitá, Dia%, e Rochedo.

Para saber mais, basta acessar: www.wyda.com.br 

%d blogueiros gostam disto: