Notícias Corporativas

ABComm estima faturamento de R$ 7,1 bilhões na Black Friday

A Black Friday, marcada para 24 de novembro, deve chegar à marca de R$ 7,1 bilhões de faturamento no comércio eletrônico, aumento de 17% na comparação com o ano anterior. A estimativa é da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). O período analisado para essa projeção acontece desde o início da semana da Black Friday, no dia 20 de novembro, até 27 de novembro, dia da Cyber Monday, que fecha o ciclo da data.

Além das categorias principais, como Eletrônicos, Eletrodomésticos e Moda, o segmento de Perfumaria, cosméticos e beleza está entre os que mais cresceram em número de buscas nos últimos meses.

Para 2023, a logtech Eu Entrego estima aumentar em 40% o volume total de operações, o que representa crescimento de 10% em comparação com o evento do ano passado. A empresa atua em uma rede de mais de 300 cidades em todo o território brasileiro, o que requer aprimoração constante dos métodos operacionais ao longo o ano.

“Investimos em melhorias contínuas, tanto em nossa plataforma quanto em nossos aplicativos, mantendo nossos serviços atualizados para oferecer a melhor experiência aos nossos clientes. Recentemente, incorporamos inteligência artificial (IA) à nossa plataforma, um avanço tecnológico que nos capacita a criar rotas logísticas mais ágeis e precisas. Esse desenvolvimento não apenas aumenta a eficiência de nossas operações, mas também solidifica nosso compromisso com a excelência em todas as etapas de nossa cadeia de entrega”, explica Vinicius Pessin, CEO da logtech.

Neste ano, a Giuliana Flores, empresa que atua no ramo de flores e presentes, espera um crescimento de 15% para a Black Friday, em comparação ao ano passado, no período de 20 a 24 de novembro.

Pensando em criar uma experiências com os clientes, a marca oferece uma ampla variedade de produtos para esta semana de Black Friday. Além disso, o recém lançado clube de assinaturas, Clube da Giu, que promove imersão no universo da marca com itens diversos, também está entre as apostas da marca.

“Desde sua criação, a Giuliana Flores se compromete a proporcionar experiências por meio de seus presentes e se orgulha em fazer parte do dia a dia dos brasileiros. Nosso compromisso é estar presente nesses momentos” diz Clóvis de Souza, CEO e fundador da empresa.

Por fim, a Céu de Prata, empresa que atua no segmento de joias on-line no Brasil, projeta incrementar em 15% o faturamento durante a data desse ano, em comparação com o mesmo período de 2022. A marca estima comercializar mais de 21 mil joias na temporada de compras, com ticket médio na casa dos R$ 210.

“A Black Friday é essencial para a Céu de Prata, pois representa a oportunidade de expandir nossa base de clientes. Felizmente, conseguimos sempre fidelizar essas novas clientes, que retornam para adquirir nossas joias no Natal, uma época para presentear aqueles que amamos. Inclusive, estar presente nos momentos especiais das mulheres que escolhem nossas joias é parte da nossa missão”, ressalta a CEO da Céu de Prata, Yara Machado.

A empresa ainda prevê que mais da metade das vendas (54%) ocorram no estado de São Paulo, seguido de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná, assim como em todo o restante do Brasil. No evento do ano passado, a Céu de Prata registrou aumento de 34% de novos clientes em relação a 2021. Além disso, mais de 250 mil usuários foram alcançados e mais de 5 mil pedidos enviados somente durante a data.

%d blogueiros gostam disto: