Escolhas do editorNotícias Corporativas

Hyppet auxilia pets que vivem em abrigos a acharem um lar

No Brasil, o panorama da adoção de pets tem sido um desafio complexo e, atualmente, mais de 30 milhões de animais vivem nas ruas e em ONGs, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) publicados pela Jusbrasil.

Número este expressivo, levando em consideração que a denúncia de maus-tratos a animais de qualquer tipo é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988. 

Com o objetivo de tentar diminuir esse número, a Hyppet, uma empresa brasileira de tecnologia de adoção de pets atua desde 2019 no mercado com um aplicativo que tem como premissa encontrar um lar para esses animais.

Com interface “user friendly”, a plataforma centraliza animais de vários abrigos disponíveis para adoção em um único catálogo. O usuário ainda pode aplicar filtros avançados de raça, tamanho, idade e localização, recursos que podem auxiliar os interessados a encontrarem  o animal com o qual mais se identifica –  tudo com alguns toques na tela, destaca Vitor Pereira, um dos fundadores da Hyppet. “O aplicativo permite o envio de solicitações de adoção e o contato direto com os protetores e abrigos, eliminando os obstáculos e acelerando o encontro entre o pet e sua futura família”.

Adoção responsável

O CTO da Hyppet, Vitor Almeida,  afirma que a proposta mudou ao longo dos anos. “Começamos o aplicativo para dar mais visibilidade aos cães que nunca haviam saído dos abrigos, mesmo sendo o perfil de pet que muita gente procurava para adoção”. Publicação realizada pelo IPB (Instituto Pet Brasil) evidencia que o número de brasileiros em busca de um animal de estimação vem crescendo nos últimos anos, desde a pandemia do Covid-19.

O fundador comenta que o objetivo da ferramenta é unir duas pontas que, antes, não sabiam como se encontrar. “Gostamos de pensar que o aplicativo pode ser uma ferramenta de conexão entre a causa animal com outros ecossistemas – sejam ONGs, marcas ou pessoas. A demanda por adoção de pets já era latente e a alta quantidade de animais em abrigos sem família também já era uma realidade”, explica. 

O aplicativo que já conta com uma base de mais de 9.000 animais, entre cachorros e gatos, já ultrapassou o número de 900 adoções e está disponível para download nas plataformas Android e IOS.

%d blogueiros gostam disto: